Blog

Que tal dedicar um tempo para uma boa leitura?

Ler é uma das melhores formas de se exercitar o cérebro e deixar as aptidões intelectuais em forma! Quando lemos utilizamos uma enorme quantidade de processos mentais, como a memória e o raciocínio.

Nosso cérebro é dividido em lados esquerdo e direito, cada um deles é responsável por um tipo de habilidade, lógica e criatividade, respectivamente. O lado esquerdo é aquele responsável pelo processamento linear de informações, razão, análise de dados, ordenação sequencial, objetividade, números e fórmulas; enquanto o lado direito assume a responsabilidade pela intuição, imaginação, pela holística – capacidade de olhar o todo e depois separar o conteúdo por partes –, aleatoriedade, subjetividade e de símbolos e imagens. Durante a leitura, ativamos especialmente o lado esquerdo do cérebro, que, na maior parte das pessoas, é o lado mais munido de habilidade analítica. Entretanto, várias partes dos dois lados são acionadas e intervêm no processo compreensão do texto.
Além exercitar o cérebro, uma boa leitura nos oferece subsídios para que desempenhemos o pensamento crítico. E mais do que isso, ela nos permite exercer de melhor maneira a cidadania, compreendendo de forma mais bem-sucedida as várias vozes que arrazoam nossos ouvidos.

Por meio dos livros, podemos aumentar nosso vocabulário, o que é essencial para que nos expressemos melhor, garantido que tenhamos em nosso repertório as palavras certas que exprimam nossas ideias e fortaleçam nossa argumentação. Maria Helena Martins, em seu livro O que é leitura (1994), destacou que:

Saber ler e escrever, já entre os gregos e romanos, significava possuir as bases de uma educação adequada para a vida, educação essa que visava não só ao desenvolvimento das capacidades intelectuais e espirituais, como das aptidões físicas, possibilitando ao cidadão integrar-se efetivamente a sociedade […].

Ler também nos ajuda a ter empatia, a olhar o mundo ou simplesmente uma situação pela perspectiva do outro. Por exemplo, quando lemos um romance, somos transportados para dentro de um personagem ou de vários deles, cada um com sua cultura, sua forma de pensar. Somos conectados à figura dramática em vários sentidos, podemos nos apaixonar lendo um romance, sentir medo com um suspense ou terror, ficar entusiasmados com uma ação, chorar com um drama, dentre outras tantas emoções.

E então, você aceita algumas sugestões de leitura? Durante as próximas semanas recomendaremos vários títulos do catálogo da Conquista, com muita informação de qualidade, para dar aquela turbinada nos seus estudos, fazer uma atualização na carreira ou mesmo melhorar alguns hábitos.

Vem com a gente!

botao-newsletter

1
Olá! Como podemos lhe ajudar?
Powered by

Receba sempre nossas notícias!

Preencha abaixo e não se preocupe, seus dados estão seguros conosco.